Ensinamentos de branding do filme “Fome de Poder”

the-founder-punchstudio-brand

Você sabia que o filme “Fome de Poder” do diretor John Lee Hancock trás grandes ensinamentos de vida e principalmente de branding? Ele conta a história da rede Mc Donald’s sob a visão do empreendedor Ray Kroc (Michael Keaton). Kroc ficou fascinado com o sistema de fast-food que os irmãos McDonald haviam criado e apostou tudo no negócio para transformá-lo em franquias.

“Fome de Poder” trás ótimas lições sobre negócios e principalmente o papel estratégico no trabalho de branding. A história conta com análises importantes sobre o crescimento das marcas e principalmente o sucesso das empresas através de um bom branding.

Selecionamos alguns aprendizados que tiramos do filme e desenvolvemos o artigo abaixo. Da uma olhada:

Insistência:

Kroc, personagem principal do filme, é um empreendedor um tanto quanto empenhado e insistente. Ele vendia máquinas de milk shake, e mesmo com muitos feedbacks negativos e inúmeros fracassos ele nunca desistiu. Diariamente ele ouvia gravações de auto ajuda onde a palavra mais ouvida era persistência.

Foi quando, com bastante esforço e persistência, ele se deparou com a oportunidade da sua vida. Ao receber as encomendas dos irmãos McDonalds, ele foi pessoalmente verificar do que se tratava a empresa. Continou persistente até mesmoa nas inumeras tentativas de convencer os irmãos que o propósito do seu negócio e da marca eram muito maior do que imaginavam. Buscava sempre melhorias no processo, otimizando os custos e mesmo diante das dificuldades e dos fracassos ele nunca desistiu, e no final conseguiu o que tanto queria.

 

Experiência do consumidor

Com ótima visão de mercado, Ray logo notou o diferencial que os irmãos McDonalds ofereciam. Para o segmento foodservice, o modelo Drive-In era o mais popular da época, porém Ray constatou diversas falhas, como longas filas de espera, erro nos pedidos, mau atendimento, ambientes sujos e conturbados e pouco familiares.

Com a diferenciada velocidade de produção do McDonald, eles conseguiram melhorar a experiência do consumidor, tornando-a um item essencial e até mesmo mais relevante que o próprio hamburguer. Esse sistema fast-food, além de reduzir o tempo de espera, a entrega era feita em sacos de papel descartáveis e não em pratos. As pessoas pediam e pagavam direto no caixa e ali mesmo retiravam seu pedido. Otimizando a logística e visando o mercado do futuro.

 

Marcas com propósito

Marcas com propósito nascem a partir de uma boa visão estratégica de mercado. No filme, além de Ray ter essa visão, ele conseguia enxergar a frente, entendendo o que o público que buscavam atingir gostaria de consumir. O sistema fast-food fazia todo sentido para o lifestyle norte americano.

Ele descreve essa visão do propósito do seu negócio da seguinte forma: “Do it for your country, do for America”. Foi entendendo o que os americanos queriam e gostariam de consumir que ele reuniu todas essas características no McDonalds, tornando-o um lugar para as pessoas se reunirem e dividirem o pão, como dizia Ray. Comparava a lanchonete com igrejas, com a diferença que não funcionava apenas aos domingos, um lugar onde os americanos iam para passar seu tempo livro e curtir um bom hamburguer.

 

Estudo do público alvo

A importância do design

Os famosos arcos dourados se tornaram ícones no mundo todo, literalmente. Além do propósito de marca, é visível a importância de criar uma identidade visual para a marca que traduza esse DNA. O design é fundamental para qualquer marca que deseja ter sucesso e conquistar o seu público alvo, pois é através dele que a marca aparecerá em todos os lugares.

O logotipo é o símbolo principal do seu negócio, e ele precisa traduzir a mensagem que a marca quer passar para as pessoas. Ele precisa ser tão eficaz ao ponto das pessoas lembrarem e associarem o logo com a sua marca, só de bater o olho, as vezes somente pela cor, como é o caso do amarelo e vermelho do McDonalds.

 

Planejamento e criação de marca

O planejamento é fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Vemos ao longo de todo o filme como o branding permeia todo o pensamento estratégico da rede McDonald e principalmente a criação e construção da marca a curto, médio e longo prazo.

Após convencer os irmãos a expandir o negócio, Kay se revelou uma grande mente pensando e criadora do modelo de atendimento fast-food. A marca McDonald’s foi o que mais despertou a convicção diante do negócio, pois ele viu o potencial de conquistar não só a América, mas o mundo!

Venha compartilhar com a gente a sua história que te ajudar a criar e construir marcas de sucesso como a rede McDonalds.

Vamos falar?

Estamos sempre conectados e prontos para falar.
Chama a gente!

Entre em contato
EnglishPortuguês